Atendimento

Atualizando informações ...

Gentomicin 4% 100mL

Ref: 3870
Marca: Syntec
Descrição Geral

Gentomicin® é um antibiótico injetável de amplo espectro, formulado à base de Sulfato de Gentamicina é recomendado para aves, bovinos, caprinos, equinos e suínos. Exerce uma maior ação contra micro-organismos Gram-negativos e atua contra alguns Gram-positivos.
A Gentamicina é um antibiótico bactericida, pertencente ao grupo dos aminoglicosídeos e que atua na inibição da síntese proteica bacteriana por meio da sua ligação à unidade 30S ribossomal.
Gentomicin® tem como princípio ativo substância muito estudada e reconhecida pela classe médica como segura.
Gentomicin® apresenta eficácia comprovada no tratamento de infecções de diversas origens.
Gentomicin® apresenta uma posologia para cada espécie especifica, visando a obter a melhor eficácia e a maior segurança para o animal em tratamento.
Gentomicin® é seguro no tratamento de infecções.

 

FÓRMULA

Cada 100 mL contém:

Gentamicina (Sulfato)...........6,80g

Veículo q.s.p...........100 mL

Correspondendo á 4,0 g de gentamicina base.

 

INDICAÇÃO

GENTOMICIN injetável é indicado para o tratamento de doenças infecciosas causadas por microrganismos sensíveis ao Sulfato de Gentamicina, tais como: Gram-positivos (Staphylococcus sp, Streptococcus sp) e Gram-negativos (Escherichia coli, Proteus sp. Klebsiella sp. Salmonella spp, Aerobacter aerogenes, Neisseria sp. Pseudomonas sp), indicado para os seguintes animais:

Cães: Tratamento de infecções do trato urinário (cistite e nefrite), infecções do trato respiratório (tonsilite, Pneumonia e traqueobronquite), infecções da pele e tecidos moles (piodermatite, feridas, lacerações e peritonite), sensíveis ao princípio ativo da formulação.

Gatos: Tratamento de infecções do trato urinário (cistite e nefrite), infecções do trato respiratório (pneumanite, pneumonia e infecções do trato respiratório superior), infecções da pele e tecidos moles (feridas, lacerações e peritonite), como terapia de suporte para infecções bacterianas secundárias associadas com panleucopenia felina sensíveis à gentamicina.

Equinos: Tratamento de endometrite, infecções bacterianas uterina (metrite) e auxilio na melhora da concepção em éguas, tratamento de infecções do trato genital, pneumonia, infecções do trato urinário, de doenças articulares, na diarreia e septicemia causadas por E. coli em potros, desde que sejam suscetívels & gentamicina.

Suínos: Tratamento de colibacilose, diarreias, disenterias e outras infecções intestinais por E. coli e outras bactérias sensíveis à gentamicina.

Bovinos: Tratamento de mastite por infusão intramamária, tratamento de endometrite e metrite por infusão intrauterina, tratamento de infecções respiratórias parenteralmente, na diarreia e septicemia causadas por E. coli em bezerros, desde que suscetíveis à gentamicina.

Aves: Tratamento de infecções precoces que ocorrem em incubatórios (colibacilose, estafilococose, pseudomonas e Anzona em aves, galinhas, pintos e perus), infecções por Salmonella anzonae em pintos e perus, sensíveis ao principio ativo da fórmula.

 

MODO DE USO E DOSAGEM

Cães: 2,0 a 4,4 mg/kg, intramuscular ou intravenoso (somente em casos agudos), 2 vezes ao dia no primeiro dia e 1 vez ao dia nos dias subsequentes de 4 a 6 dias. Após este período, recomenda-se reavaliar o tratamento.

Gatos: 2,5 mg/kg, subcutânea, 2 vezes ao dia: 2,4 a 4,4 mg/kg, intramuscular ou intravenoso (somente em casos agudos), 2 vezes ao dia no primeiro dia e 1 vez ao dia nos dias subsequentes de 4 a 6 dias. Após este periodo, recomenda-se reavaliar o tratamento.

Equinos: 1,0 a 4,4 mg/kg.intramuscular ou intravenoso a cada 8 a 12 horas; infusão uterina asséptica 2,0 a 2,5 g por dia durante 3 a 5 dias, cada dose deve ser diluída com 200 a 500 mL de solução fisiológica estéril antes da infusão; metrite e endometrite: 0,5 a 2,5 g, via administração intrauterina; no tratamento de infecções do trato respiratório 2,2 mg/kg, intramuscular ou intravenoso, 4 vezes ao dia em cavalos adultos e 3 vezes em potros;

potros: 2 a 3 mg/kg, intravenoso, usar doses menores em potros prematuros ou com menos de 7 dias de vida, monitorando os níveis séricos se possível; na diarreia e septicemia causadas por E. coli em potros: 3 a 5 mg/kg duas vezes ao dia no primeiro dia e 2mg/kg nos dias subsequentes.

Suinos: Para colibacilose em neonatos 5 mg/kg, intramuscular de uma só vez.

Bovinos: 2,2a 6,6 mg/kg/dia, intramuscular, divididos em 2 a 3 aplicações diárias; mastite: 80 a 150 mg 1 a 2 vezes ao dia, após a ordenha administração intramamária durante 2 a 3 dias; metrite e endometrite; 200 mg. diluídos em 20 mL de solução fisiológica, administração intrauterina; na diarreia e septicemia causadas por E. coli em bezerros: 3 a 5 mg/kg, 2 vezes ao día no primeiro día e 2 mg/kg, nos dias subsequentes.

Aves: Perus: 0,5 mg por ave, obtidos por diluição de 10 mL em 150 mL de solução fisiológica: Pintos no primeiro dia de vida: 0,2 mg obtidos por diluição de 10 mL em 390 mL de solução fisiológica, aplicação subcutânea na região dorsal do pescoço.

 

A terapia com Gentamicina para infecções renais, sempre deve ser acompanhada de rigoroso monitoramento renal, especialmente em animais jovens. Alterações na dosagem podem ser feitas a critério do Médico Veterinário.

Produtos visualizados

Carregando ...